AddThis Social Bookmark Button

 

Teste seus conhecimentos

 

01. “Eu lutei e isto já é muito. Suceda-me o que suceder, vença quem vencer, uma coisa ao menos não me negarão os séculos futuros: eu não tive medo de morrer, não cedi a nenhum de meus iguais em constância e preferi uma morte animosa a uma vida de covardia”. Esta frase foi dita por: (a) Sêneca; (b) Giordano Bruno; (c) Descartes; (d) Montesquieu; (e) Nietzsche.

 

02. “A liberdade é a essência da verdade. O homem não possui a liberdade, mas a liberdade o possui.” Esta frase é característica de que corrente filosófica? ; (a) idealismo; (b) empirismo; (c) platonismo; (d) existencialismo; (e) romantismo.

 

03. "A idéia é o conceito pleno, o qual se enche consigo mesmo. Ela é o conceito que põe a si mesmo cheio de conteúdo, que se dá sua realidade”. Esta frase, de Hegel, traduz: (a) idealismo; (b) empirismo; (c) platonismo; (d) existencialismo; (e) romantismo.

 

04. "A fecundidade do “eu” não é causa nem dominação. Eu não possuo meu filho, não sou meu filho." Esta frase expressa a visão de um filósofo que luta pela construção de relações livres de dominações em todos os âmbitos sociais – desde a família até os Estados. Trata-se de:  (a) Hegel; (b) Marx; (c) Thomas Hobbes; (d) Enrique Dussel; (e) Parmênides

 

Respostas: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Teste seus conhecimentos.

 

01. “Eu lutei e isto já é muito. Suceda-me o que suceder, vença quem vencer, uma coisa ao menos não me negarão os séculos futuros: eu não tive medo de morrer, não cedi a nenhum de meus iguais em constância e preferi uma morte animosa a uma vida de covardia”. Esta frase foi dita por: (a) Sêneca; (b) Giordano Bruno; (c) Descartes; (d) Montesquieu; (e) Nietzsche.

 

02. “A liberdade é a essência da verdade. O homem não possui a liberdade, mas a liberdade o possui.” Esta frase é característica de que corrente filosófica? ; (a) idealismo; (b) empirismo; (c) platonismo; (d) existencialismo; (e) romantismo.

 

03. "A idéia é o conceito pleno, o qual se enche consigo mesmo. Ela é o conceito que põe a si mesmo cheio de conteúdo, que se dá sua realidade”. Esta frase, de Hegel, traduz: (a) idealismo; (b) empirismo; (c) platonismo; (d) existencialismo; (e) romantismo.

 

04. "A fecundidade do “eu” não é causa nem dominação. Eu não possuo meu filho, não sou meu filho." Esta frase expressa a visão de um filósofo que luta pela construção de relações livres de dominações em todos os âmbitos sociais – desde a família até os Estados. Trata-se de:  (a) Hegel; (b) Marx; (c) Thomas Hobbes; (d) Enrique Dussel; (e) Parmênides

 

Respostas: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

  • leiamais
AddThis Social Bookmark Button

Filosofia com Pipoca

Pau que nasce torto se endireita

 Edson Pipoca

Por que um pensador de esquerda dá pra trás?! Bem, há a derrocada do comunismo... não, não! Parece-me algo mais palpável, sabe?! Matéria pura! Eu por exemplo tive um amigo que era o tipo de esquerda de carteirinha, quer dizer, sem carteira, já que não tinha dinheiro pra nada. Um duro!

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Poesia, linguagem e habitar em Heidegger

 Siloe Cristina do Nascimento Erculino

Mestranda em Filosofia -  UFES

Heidegger (1889-1976), filósofo alemão, desenvolveu em seus trabalhos “a questão do sentido do ser” , segundo ele, foi esquecido pela metafísica.

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Expediente

Revista Paradigmas

Filosofia, Realidade & Arte

Ano XIII - n. 41

ISSN 1980 - 4342

março/abril – 2014

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Totalidade e ética: questões para se pensar a vida e o encontro humano

Sandro Cozza Sayão

Doutor em Filosofia – PUCRS; Mestre em Filosofia – PUCRS

Mestre em Educação Ambiental – FURG; Professor Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Pernambuco; Professor do Programa de Pós Graduação Mestrado/UFPE; Membro da Comissão de Direitos Humanos Dom Helder Câmara; Membro do Núcleo de Ciência e Cultura de Paz da UFPE

 

Não há dúvida que nosso tempo é singular e porque não dizer frágil. A esperança de um mundo mais digno e ético e a idealização de uma sociedade mais justa baseada no progresso científico, econômico e tecnológico, não mais se sustentam e isso nos leva a um interim,

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

EDUCAÇÃO E EXISTENCIALISMO: um diálogo possível entre Freire e Sartre

 José Alan da Silva Pereira

Graduado em licenciatura plena em filosofia pela faculdade de filosofia, ciência e letras de Caruaru – FAFICA. Atualmente mestrando em filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

1. Introdução

 

          No prefácio para o livro Pedagogia do Oprimido, o professor Ernani Maria Fiori traz um dos testemunhos mais contundentes e uma das frases mais elucidativas sobre a personalidade educadora de Paulo Freire: “Paulo Freire é um pensador comprometido com a vida: não pensa ideias, pensa a existência” (FREIRE, 2005, p. 7). Ao ler tal sentença, percebemos a partir de onde um diálogo pode ser estabelecido entre esses dois gigantes do pensamento contemporâneo, a saber: Freire e Sartre.       

Leia mais...

Ofertas