O curso uniforme da natureza como axioma geral da indução em John Stuart Mill

Desde o princípio de sua existência consciente o homem tentou entender o universo. A inteligência humana faz com que esse ser consiga perceber e compreender as regularidades da natureza e agir de acordo com essa bagagem teórica que permite que o mesmo possa estar preparado para interagir de forma mais coerente com os fenômenos que o cercam.

AddThis Social Bookmark Button
Leia mais...

O contratualismo de John Rawls e a Teoria da Justiça como eqüidade

A teoria da justiça como equidade de John Rawls propõe uma idéia de justiça que generaliza e leva a um nível mais alto de abstração o conceito tradicional do contrato social.

AddThis Social Bookmark Button
Leia mais...

Artefato

    Cultural

O Inexplicável amor pelas cartas

AddThis Social Bookmark Button
Leia mais...

EDUCAÇÃO E EXISTENCIALISMO: um diálogo possível entre Freire e Sartre

 José Alan da Silva Pereira

Graduado em licenciatura plena em filosofia pela faculdade de filosofia, ciência e letras de Caruaru – FAFICA. Atualmente mestrando em filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

1. Introdução

 

          No prefácio para o livro Pedagogia do Oprimido, o professor Ernani Maria Fiori traz um dos testemunhos mais contundentes e uma das frases mais elucidativas sobre a personalidade educadora de Paulo Freire: “Paulo Freire é um pensador comprometido com a vida: não pensa ideias, pensa a existência” (FREIRE, 2005, p. 7). Ao ler tal sentença, percebemos a partir de onde um diálogo pode ser estabelecido entre esses dois gigantes do pensamento contemporâneo, a saber: Freire e Sartre.       

AddThis Social Bookmark Button
Leia mais...

Charles S. Peirce:
A lógica da investigação e sua semiótica

Luiz Meirelles

Mestre em Filosofia - PUCSP


Charles Sanders Peirce nasceu em Cambridge, no dia 10 de setembro de 1839 e faleceu em Milford, no dia 19 de abril de 1914. Filho de Benjamin Peirce, renomado matemático de Harvard, Peirce se dedicou inicialmente aos estudos da Química, tendo mesmo alcançado o doutoramento também em Harvard. Extremamente ligado às ciências, Peirce foi um dos primeiros pensadores a se preocupar com a linguagem científica. Não estudou apenas Filosofia, mas, também, química, física, astronomia, linguística filologia, história e psicologia.

AddThis Social Bookmark Button
Leia mais...

AddThis Social Bookmark Button
  • leiamais