AddThis Social Bookmark Button

Espaço-Poesia

 

Rubiáceas

Rubiáceas que um porto me trouxestes

Que um dia me roubastes

Um mês me embalastes

Um ano me quisestes

Um século me iludistes

 

Rubiácea, quantas vidas

Em silêncio alimentaste

E no sussurro do teu sopro

Quantos sonhos realizaste

 

Rubiácea, minha querida

Hoje que já não te vejo

Apenas penso tua vida

E na lembrança do teu beijo

A saudade é que não passa...

Por isso vai, minha filha

Em busca da tua rubiácea!

 

Viajante da Liberdade

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Home      Capa

Ofertas