AddThis Social Bookmark Button

Espaço-Poesia

 

Infinitoatividades

A Solidão me põe de cabeça para baixo.
Nela, tudo que normalmente se equilibra
e que chamam por aí de bom senso
despenca.
A solidão me torna vulgar,
puro, indeciso, passional, relativista
convicto, introspecto, saudosista
enfim um monte de todas as coisas
que ainda existem, nomes despencam
na minha solidão também.
A minha solidão me faz fora
aquilo que vive dentro.
E é por isso que a solidão me faz
tão bem.

autor :
Daniel Lopes Alves

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Home      Capa

  • leiamais
AddThis Social Bookmark Button

Teste seus

Conhecimentos

 

  1. Para Vigotsky, a linguagem:
  2. Possui valor absoluto diante da realidade Leia mais...
    AddThis Social Bookmark Button

    O realismo exemplarista:Uma breve análise da questão 46 do livro sobre oitenta e três questões diversas de Sto. Agostinho

    Adriano Soler
    Mestrando em Filosofia - PUCSP


    O aristotelismo tenta definir a essência de uma coisa e assim, demonstrar quais características que determinada coisa deve ter de acordo com a sua natureza. Assim, surgem os aristotélicos com uma questão por demais complexa, que seria: O que é uma natureza, se ela é uma realidade superior e acima das coisas cuja natureza ela é? Ou ainda, se ela é uma construção mental que existe apenas em nosso entendimento das coisas e se assim for, em qual base ela é construída? Desta forma, se inicia o problema dos universais na filosofia medieval.

    Leia mais...
    AddThis Social Bookmark Button

    Nietzsche:  transmutação do espírito, lidar com a história  

     

    Tiago Pinto dos Santos

    Estudante do 6º semestre de Filosofia - UNISANTOS

     

    Nietzsche destaca-se na história do pensamento por ser um homem que grita sozinho e destoa no meio de uma multidão que canta em uníssono. Sua voz é estrondosa e provoca rupturas nas paredes que a cercam – as paredes da tradição. É o melhor dos mundos possíveis este no qual habitamos? É o movimento da história bom e perfeito como um deus, diante do qual nós deveríamos

    Leia mais...
    AddThis Social Bookmark Button

    AS CONCEPÇÕES EDUCACIONAIS EM VYGOTSKY E FOUCAULT

    PAULO DIAS GOMES

    Filósofo, Teológo, Doutor em Ciências da Religião e Especialista em Docência do Ensino Superior e em Educação à Distância.

    Professor titular da Cadeira de Fenomenologia e Existencialismo, Lógica e Metafísica da Faculdade Phênix de Ciências Humanas e Sociais do Brasil

     

    Lev Semionovitch Vygotsky Nasceu em 17 de Novembro de 1896 na cidade Orsha – Moscou. Pensador importante, foi pioneiro na noção de que o desenvolvimento intelectual das crianças ocorre em função das interações sociais (e condições de vida).

    Leia mais...
    AddThis Social Bookmark Button

    Espaço-Poesia

    Quinhentos Anos de Quê?


    Eram três as caravelas
    que chegaram além d`além
    mar.

    Leia mais...