AddThis Social Bookmark Button

Espaço-poesia

 

Poeta - Ação - Libertação

Me condenaram porque sou poeta

E como poeta sou um profeta

E como profeta sou uma seta

E como uma seta

Posso ferir a consciência daqueles

Que oprimem o povo

Eu sou esse povo

Sou a barriga vazia

E o coração com fome de amor

Calar não posso e nem vou

Porque calar significa morrer aos poucos

Gritar também significa morrer aos poucos

Só o agir é voltar a viver

Minha poesia é minha ação

Meu GRITO DE PROTESTO

Minha LIBERTAÇÃO!

 

Peilton  Sena

(in Momentos, 1995)

 

Home      Capa

  • leiamais

Leia também outros artigos

A EAD e a volta da Filosofia ao Ensino Médio
AddThis Social Bookmark Button

A EAD e a volta da Filosofia ao Ensino Médio

 

A educação à distância e a volta da filosofia para o Ensino Médio: duas novidades da educação no país que ainda são muito discutidas. Para aqueles que fazem o curso de filosofia à distância ou leciona nele, torna-se ainda mais necessária tal discussão.

Leia mais...
Expediente 33
AddThis Social Bookmark Button

Expediente

Revista Paradigmas

Filosofia, Realidade & Arte

ISSN 1980-43442

Edição 33

Janeiro/Fevereiro 2007

Leia mais...
37-Teste seus Conhecimentos
AddThis Social Bookmark Button

Teste seus

Conhecimentos

 

  1. Para Vigotsky, a linguagem:
  2. Possui valor absoluto diante da realidade Leia mais...
    40. Entrevista com Renato Nunes Bittencourt
    AddThis Social Bookmark Button

    Entrevista

    Com Renato Nunes Bittencourt,

    Doutor em Filosofia - UFRJ.
    Especialista em Filosofia Grega Antiga, Espinosa, Schopenhauer,
    Nietzsche, Marx, teoria psicanalítica e temas relacionados a
    teoria da comunicação, comunicação corporativa, Moda
    Consumo e crítica da cultura contemporânea

    Colaboração:

    Wellington Lima Amorim

     

    1. Partindo do pressuposto de que o conceito de Pós-modernidade expressa um período de transição entre a Modernidade e um futuro ainda por ser construído, pode-se afirmar que a contemporaneidade é marcada pela desconstrução dos valores do sujeito e o aparecimento do conceito de pessoa, como recusa do assujeitamento do sujeito moderno?

    Leia mais...
    37. Filosofia e Ciência
    AddThis Social Bookmark Button

    Filosofia e Ciência

    Vinicius Carvalho da Silva

    Mestrando em Filosofia da Ciência pela UERJ

     São numerosos os aspectos filosóficos que podemos apontar na ciência, e em nosso caso, na física propriamente dita. Em um plano paradigmático, ou seja, naquela visão que a própria ciência tem de si mesma, da natureza, e de seu próprio empreendimento,

    Leia mais...