Revista Paradigmas. Edição 01

AddThis Social Bookmark Button

América-Latina: uma Filosofia em construção

 A América Latina foi, e ainda o é, instrumento de dominação dos povos do hemisfério norte, mais precisamente dos europeus e, depois da 2ª Guerra, também dos E.U.A. Esta é a conclusão a que se chega "revisando" a história da humanidade e, sobretudo, o século recém-passado. Mas o homem latino-americano não é um simples consumidor, ele reúne condições para pensar e se propõe a isso. Todavia, para tanto, a América-Latina ainda que tenha tido uma colonização européia, não pode se limitar a estudar o pensamento europeu, como lhe é proposto na maioria dos centros educacionais, pois aquele está fundamentalmente vinculado à realidade européia e voltado para os seus problemas.

É necessário ir além, extrapassar os limites do pensamento europeu e informar um novo pensamento, intrinsecamente ligado à realidade Latino-Americana, fazendo, assim, erigir uma nova Filosofia – a Filosofia Latino-Americana, fundada numa reflexão capaz de extirpar os desvios éticos herdados desde os gregos antigos, mediante um processo de reconstrução  em que se valorize os elementos culturais identificadores do povo latino-americano.

Esta necessidade faz-se presente porque ao estudar  a Filosofia européia, corre-se o risco de se criarem filósofos latino-americanos inautênticos, vinculados a uma realidade, mas discursando com fundamento em outra, o que promove, por conseguinte, a desconexão entre o pseudo-pensamento  latino-americano – verdadeiramente europeu – e o agir do homem latino-americano. Mas não se poderia, ingenuamente, a partir desta concepção, pretender-se criar uma Filosofia latino-americana totalmente liberta da já existente e historicamente impingida ao homem latino-americano – seria impossível, pois tal filosofia é a que foi aplicada durante todo o período de formação dos povos daqui. Por isso sobreleva a necessidade de imersão total em busca da raiz filosófica e, a partir daí, começar a emergir, atingir a superfície para, então, lançar-se ao movimento livre de um novo ideário.

Destarte, entendo ser imperioso o resgate do pensamento original da nossa civilização contemporânea, o grego antigo, sobretudo no tocante à Ética, posto que um dos temas centrais passa, inexoravelmente, pelo comportamento do homem diante do outro.

Fica, assim, a partir desta minha primeira intervenção, lançado o convite ao leitor para acompanhar e participar desse processo de re-construção filosófica, durante o qual nos socorreremos de todos os pensamentos que se nos aclarem, e nos secundaremos, sobretudo, de Enrique Domingo Dussel, filósofo contemporâneo autenticamente latino-americano. 

Luiz Meirelles,

Bacharel em Direito e Licenciado em Letras e Filosofia (Unisantos); Mestrando em Filosofia (PUC/SP) e Presidente do Centro de Estudos Filosóficos de Santos–CEFS.

 

 

 

  • leiamais
AddThis Social Bookmark Button

Entrevista

Márcia Heloísa

Educadora e Filósofa

 

Tema: Filosofia com Crianças!

 1. Márcia, como nasceu esta experiência?

A filosofia com crianças nasce de estudos filosóficos e experiências educativas empreendidos pelo filósofo e educador norte-americano Matthew Lipman.

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Relação entre fato e proposição em Wittgenstein

As investigações desenvolvidas por Wittgenstein no Tractatus levou-o a postular uma profunda mudança na teoria do conhecimento. Wittgenstein, diferentemente de Kant, vê o mundo como uma totalidade de fatos e não de coisas. Desta forma, fundamental para o homem é perceber que os limites do seu mundo fundam-se nos limites do dizível. 

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Expediente

Revista Paradigmas, uma publicação do CEFS – Centro de Estudos Filosóficos de Santos

ISSN 1980-43442

Edição 32

Ano VI - Maio/junho 2006

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Coluna do Leitor

Cultura "inútil"

Apesar de não percebermos, nós vivemos em um mundo em que todas as informações são atualizadas em todos os instantes, além de circularem pelo mundo inteiro em velocidades impressionantes através dos meios de comunicação mais utilizados por pessoas de todas as idades,

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Espaço-Poesia

Não passou

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

As raízes histórico-filosóficas da alegoria 

 

Julio Cesar Moreira

Mestrando em Filosofia pela PUC-SP

Este artigo é a primeira parte de um estudo tem por objetivo realizar um levantamento no estudo do tema da interpretação alegórica nas doutrinas da escola Neoplatônica. Ao estudarmos o Neoplatonismo é claramente apreensível o quão fundamental e intrínseco ao pensamento Neoplatônico é o componente da exegese alegórica, porém este tema não se tem a devida atenção no meio acadêmico.

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

EDUCAÇÃO E EXISTENCIALISMO: um diálogo possível entre Freire e Sartre

 José Alan da Silva Pereira

Graduado em licenciatura plena em filosofia pela faculdade de filosofia, ciência e letras de Caruaru – FAFICA. Atualmente mestrando em filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

1. Introdução

 

          No prefácio para o livro Pedagogia do Oprimido, o professor Ernani Maria Fiori traz um dos testemunhos mais contundentes e uma das frases mais elucidativas sobre a personalidade educadora de Paulo Freire: “Paulo Freire é um pensador comprometido com a vida: não pensa ideias, pensa a existência” (FREIRE, 2005, p. 7). Ao ler tal sentença, percebemos a partir de onde um diálogo pode ser estabelecido entre esses dois gigantes do pensamento contemporâneo, a saber: Freire e Sartre.       

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Espaço-Poesia

Ouro de Tolo

Raul Seixas

Eu devia estar contente
Porque eu tenho um emprego
Sou um dito cidadão respeitável
E ganho quatro mil cruzeiros
Por mês...

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Totalidade e ética: questões para se pensar a vida e o encontro humano

Sandro Cozza Sayão

Doutor em Filosofia – PUCRS; Mestre em Filosofia – PUCRS

Mestre em Educação Ambiental – FURG; Professor Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Pernambuco; Professor do Programa de Pós Graduação Mestrado/UFPE; Membro da Comissão de Direitos Humanos Dom Helder Câmara; Membro do Núcleo de Ciência e Cultura de Paz da UFPE

 

Não há dúvida que nosso tempo é singular e porque não dizer frágil. A esperança de um mundo mais digno e ético e a idealização de uma sociedade mais justa baseada no progresso científico, econômico e tecnológico, não mais se sustentam e isso nos leva a um interim,

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Questões de filosofia da ciência: um panorama atual

Leonardo Francisco Schwinden

Professor da Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando em Epistemologia – UFSC

 Resenha de:

Ciência: conceitos-chave em filosofia /Steven French;

Trad.: André Klaudat. - Porto Alegre: Artmed, 2009, 196p.

Ciência: conceitos-chave em filosofia é uma introdução atualizada de filosofia da ciência escrita pelo professor Steven French com base no material utilizado por ele com os alunos do primeiro ano na Universidade de Leeds. O livro é composto de um total de 10 capítulos, relativamente curtos, embora bastante densos em termos da quantidade de teorias analisadas e aspectos considerados de cada uma. As notas ao final de cada capítulo contêm não apenas referências de obras citadas no texto,

Leia mais...

Ofertas