Revista Paradigmas. Edição 01

AddThis Social Bookmark Button

Editorial


Em 1999, quatro alunos do último ano do curso de Filosofia da Unisantos, unidos ao Prof. José Sobreira Barros Jr, resolveram aprofundar seus estudos e ampliar o espaço para a discussão filosófica na sociedade da Baixada Santista. Surgiu, então, um grupo de estudos do Pós-Modernismo, agregando, também, interessados de outros cursos. O projeto evoluiu para a criação do Centro de Estudos Filosóficos de Santos – CEFS, fundado em 18 de março de 2000. Um mês depois, aprovou-se o Estatuto Social, elegendo-se, também, a Diretoria e o Conselho Fiscal, tornando-se um centro autônomo de pesquisa. O primeiro grande evento do CEFS foi o curso "Uma breve história da Filosofia antiga: do mito a Platão", prestigiado com a brilhante exposição inaugural do Prof. Doutor Marcelo Perine, Titular da PUC/SP, Doutorado pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, tradutor de vários livros filosóficos e apresentador de televisão. As atividades do CEFS prosseguiram com a realização do curso "Introdução ao pensamento de Aristóteles", que contou com a participação especial da Profª Mestre Patrícia Del Nero Velasco, titulada pela PUC/SP, atualmente Doutoranda naquela Universidade. Encerrando o ano de 2000, o CEFS lançou o projeto Filosofia, Realidade & Arte, que busca congregar a Filosofia a outros elementos sociais importantes, como o cinema, o teatro, a música, entre outros, objetivando uma integração social ainda maior.

O processo foi árduo e o trabalho intenso. Se por um lado, barreiras tiveram de ser vencidas, por outro, a receptividade foi excelente, evidenciando que o ser humano, em todos os setores, ainda luta contra a massificação exploradora e alienante exercida pelos movimentos opressores.
Agora, cumprindo o propósito de expandir o campo de discussão filosófica e aprofundar a interação com toda a sociedade, o CEFS apresenta esta publicação – Paradigmas – que pretende não apenas divulgar suas atividades e as desenvolvidas por entidades semelhantes, mas precipuamente abrir espaço para a publicação das reflexões filosóficas de todos os interessados em construir uma sociedade mais justa e solidária.
Assim, começamos esta nova caminhada, contando sempre com a colaboração de todos e agradecendo àqueles que direta ou indiretamente contribuíram, sem poupar esforços, para a formação e desenvolvimento do CEFS, bem como para o lançamento deste informativo, o qual, chegando no primeiro bimestre do século XXI, momento histórico em que a ditadura da razão nascida desde o séc. XIX sucumbe fragorosamente diante da fome de milhões de seres humanos, dentre tantas outras misérias encontradas em cada rosto massificado, propõe a revisão dos paradigmas norteadores da sociedade contemporânea para que se possam romper os elos das correntes aniquiladoras do homem, propiciando-lhe a liberdade de ser.

  • leiamais
AddThis Social Bookmark Button

Totalidade e ética: questões para se pensar a vida e o encontro humano

Sandro Cozza Sayão

Doutor em Filosofia – PUCRS; Mestre em Filosofia – PUCRS

Mestre em Educação Ambiental – FURG; Professor Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Pernambuco; Professor do Programa de Pós Graduação Mestrado/UFPE; Membro da Comissão de Direitos Humanos Dom Helder Câmara; Membro do Núcleo de Ciência e Cultura de Paz da UFPE

 

Não há dúvida que nosso tempo é singular e porque não dizer frágil. A esperança de um mundo mais digno e ético e a idealização de uma sociedade mais justa baseada no progresso científico, econômico e tecnológico, não mais se sustentam e isso nos leva a um interim,

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Nicolai Hartmann. A metafísica do conhecimento

Luiz Meirelles

Mestre em Filosofia PUCSP

Bel. em Direito Unisantos

Lic em Filosofia Unisantos

Lic em Letras Unisantos

Nicolai Hartmann nasceu em Riga, na Letônia, em 1882, e morreu em Gottingen, na Alemanha, em 1950.

Seus estudos começaram em Marburgo, onde chegou ao doutoramento e a partir de 1922 foi contratado como docente da universidade de mesmo nome. Em 1925, deixou aquela universidade, sucedido por Heidegger, e foi lecionar em Colonia, onde ficou até 1931, quando se mudou para Berlim, também convidado a lecionar na universidade. Somente em 1945 retirou-se de Berlim para Gottingen, onde permaneceu até sua morte, em 1950.

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Espaço-Poesia

Ouro de Tolo

Raul Seixas

Eu devia estar contente
Porque eu tenho um emprego
Sou um dito cidadão respeitável
E ganho quatro mil cruzeiros
Por mês...

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Filosofia e Ciência

Vinicius Carvalho da Silva

Mestrando em Filosofia da Ciência pela UERJ

 São numerosos os aspectos filosóficos que podemos apontar na ciência, e em nosso caso, na física propriamente dita. Em um plano paradigmático, ou seja, naquela visão que a própria ciência tem de si mesma, da natureza, e de seu próprio empreendimento,

Leia mais...
AddThis Social Bookmark Button

Expediente

Revista Paradigmas

Filosofia, Realidade & Arte

Ano XIII - n. 41

ISSN 1980 - 4342

março/abril – 2014

Leia mais...